TJ virtualiza plantão judiciário no interior. Veja manual de peticionamento

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) virtualizará, a partir do dia 4, todos os plantões do Judiciário, com a finalidade de agilizar o andamento de processos e acabar com os problemas burocráticos do sistema de tramitação vigente. Agora, os flagrantes e pedidos de habeas corpus, por exemplo, devem ser registrados por meio do Sistema de Automação da Justiça (e-SAJ). Clique aqui e confira o manual para peticionamento eletrônico.

De acordo com o presidente da Comissão de Virtualização de Processos do TJ/AL, desembargador Fernando Tourinho de Omena Souza, as partes precisam ficar atentas ao funcionamento do novo sistema para evitar atrasos na resolução dos processos.

TJ virtualiza plantão judiciário no interior a partir deste fim de semana

“É fundamental que os delegados, advogados e defensores públicos tenham conhecimento de qual circunscrição cobre a comarca e município de seu interesse para que possam fazer o encaminhamento da petição corretamente”, alertou.

Para o plantão, o Judiciário divide o estado de Alagoas em 5 circunscrições. Veja aqui a lista de circunscrições com as respectivas comarcas.

Para o desembargador, o plantão judiciário eletrônico representa avanços positivos na prestação jurisdicional. “A virtualização é efetivamente uma mudança de cultura. O processo se tornou mais célere. O juiz vai ter a possibilidade de tomar uma decisão mais rápida. É verdade que há decisões que precisam de diligência, de provas a serem anexadas, mas o magistrado trabalhará com mais agilidade porque, no plantão, estará focado em solucionar determinadas contendas”.

Fernando Tourinho destacou que a virtualização também acabará com os problemas decorrentes da tramitação física de processos. Atualmente, no final do plantão, os magistrados precisam enviar as petições às unidades jurisdicionais competentes via correio, mas com o novo sistema, farão isso virtualmente.

A viabilidade da estratégia já foi comprovada na Capital, onde o andamento de processos ganhou agilidade depois da implantação do sistema, e a uniformização em todas as partes do Estado atende à determinação do presidente do TJ/AL, desembargador Washington Luiz Damasceno Freitas.